O que são indutores? Como funciona um indutor

Quando se fala em circuitos eletrônicos, é muito comum encontrar indutores. O indutor também é conhecido como bobina

Quando se fala em circuitos eletrônicos, é muito comum encontrar indutores. O indutor também é conhecido como bobina ou solenoide.

Indutores são dispositivos eletrônicos capazes de armazenar energia em forma de campo magnético.

Esse campo magnético é gerado pela corrente elétrica que passa pelo indutor.

indutores

A capacidade de armazenar energia em forma de campo magnético é medida pela grandeza Henry (H).

Em diagramas de circuitos, você pode ver a indutância ser representada pela letra L.

Você pode encontrar também a energia armazenada em um indutor descrita em Joules, que corresponde a quantidade de trabalho necessário para estabelecer o campo magnético.

Construção de um Indutor

Normalmente, é construído a partir de um fio de cobre ou outro material condutor enrolado em espiras em torno de um núcleo.

O material do núcleo varia de acordo com a aplicação do indutor, assim como o número de espiras. Existem indutores que são mais indicados para altas frequências, outros que são feitos para atingir uma maior indutância.

indutores

Indutores também podem ser utilizados em Circuitos Integrados, apesar de ser raro – isso porque sua construção ocupa muito espaço, mesmo em pequena escala. Assim, torna-se mais eficiente utilizar um circuito com um capacitor que se comporta como um indutor.

O mais interessante desse componente, é que você mesmo pode comprar o fio para as espiras e o núcleo e construir um indutor da forma que desejar.

É importante notar que um indutor nunca será o ideal, sempre haverá perdas para diversos fatores. Além da resistência, há também perdas pelas correntes parasitas e pela saturação do material.

Aplicações de indutores

indutores

São muito utilizados em conjunto de capacitores para formar circuitos ressonantes. Assim podem atenuar ou enfatizar frequências, sendo utilizados em processamento de sinais ou circuitos analógicos.

São utilizados em recepções e transmissões de rádios e até TV, fontes chaveadas, filtragens de rádio-frequência

Ao acoplar dois ou mais indutores, por meio de um núcleo apropriado, é formado um transformador. Com ele, pode-se converter valores de tensões em corrente alternada. Isso de acordo com a relação do número de espiras de entrada e saída dele. Também é importante considerar as perdas.

Tipos de Indutores

  • Núcleo ferromagnético: Para atingir maiores níveis de indutância, são utilizados materiais ferromagnéticos no núcleo. Esse material é capaz de aumentar e concentrar o campo magnético. Infelizmente, ocorrem mais perdas nesse sistema.
  • Núcleo laminado: Um núcleo feito de finas camadas de aço-silício, envolvidas em um verniz. É usado em baixas frequências, como transformadores. Esse conjunto reduz as perdas do componente, por conta da construção de seu núcleo.
  • Núcleo de ar: Não usam nenhum material em seu núcleo. Apesar de pouca indutância, não apresenta perdas causadas pelo núcleo. É feito para altas frequências
  • Núcleo de ferrite: Para altas frequências, eles apresentam um excelente desempenho pois é utilizado um tipo de cerâmica ferromagnética e não condutora, o que ainda diminui as perdas.
  • Indutor Toroidal: Utiliza um núcleo de ferrite, porém com um formato de rosca. Assim, o campo magnético possui um caminho fechado para circular, o que diminui consideravelmente as perdas, aumentando o valor da indutância.

Veja Também – O que é um transformador de tensão?

Indutância

É a grandeza física associada aos indutores.

É medida em Henry (H) e é descrita pela letra L.

Sua representação em digramas de circuitos é como um fio enrolado, veja:

indutores

Fonte: https://athoselectronics.com/como-funciona-indutor/

Pin It

Leave a Comment