ar condicionado e energia solar

Ar-condicionado e energia solar: tudo o que você precisa saber

ar condicionado e energia solar. Devido às altas temperaturas as pessoas buscam alternativas para se refrescar, para resolver

ar condicionado e energia solar.

Devido às altas temperaturas as pessoas buscam alternativas para se refrescar, para resolver este problema parte da população opta por comprar ar-condicionado ou ventiladores e isso cria um outro problema: A Conta de Luz.

Em julho de 2010, foi lançado na Coréia pela LG um modelo de ar condicionado movido a energia solar. Porém este produto tem causado muita confusão e, nós, do Portal Solar, vamos tirar suas dúvidas.

Ar condicionado Solar da LG

O ar condicionado solar da LG foi descontinuado já há algum tempo. Ele é um ar condicionado híbrido (funciona com energia solar e elétrica) e possui um painel solar de 70 Watts que produz apenas 3.5% da energia que o ar-condicionado consome (este modelo consome perto de 2000 Watts).

O Ar-condicionado pode ser movido somente com painéis solares fotovoltaicos?

Não, o aparelho de ar-condicionado precisa de um fornecimento estável de energia. Caso o dia esteja muito nublado ou chuvoso, a energia gerada pelo painel solar pode não ser suficiente para o ar-condicionado funcionar.

É possível utilizar energia solar no ar condicionado?

Apesar de ser possível, para ter um ar-condicionado movido somente à energia solar, são necessárias muitas placas solares e muitas baterias, tornando o custo alto. Em situações em que não há acesso à rede e é necessário usar um gerador a diesel, essa solução pode se tornar viável economicamente.

Solução de Energia Solar para Ar Condicionado

Optar pela instalação de um sistema fotovoltaico conectado à rede é a melhor forma de se utilizar a energia solar no Brasil para alimentar um ar-condicionado.

Para empresas e comércios, que operam durante o dia, é uma solução perfeita: Quando o dia está muito quente e com sol, você está produzindo bastante energia com os painéis solares e esta energia é usada para alimentar o ar-condicionado. Se por acaso passar uma nuvem muito grande e diminuir a sua produção de energia solar não haverá problemas pois, você continua conectado na rede de distribuição de energia elétrica e, o que o seu painel não conseguir fornecer, a rede da distribuidora fornece.

Para casas a solução também funciona. Mesmo se você usar o ar-condicionado à noite, não tem problema, pois você gera energia em excesso durante o dia e esta energia vai para a rede da distribuidora e gera créditos de energia que são utilizados para abater o seu consumo durante a noite (veja como funciona o sistema fotovoltaico). Desta forma você pode usar e abusar do seu ar-condicionado sem se preocupar tanto com a conta de luz!

Existem algumas outras soluções sendo desenvolvidas para se reduzir os gastos de energia do ar-condicionado utilizando-se a energia solar térmica (aquecimento solar). Esses equipamentos utilizam bombas de troca de calor e são praticamente inexistentes no Brasil até então (salve raras exceções).

Qual o consumo de energia de um ar-condicionado?

Principalmente durante o verão e em dias mais quentes, é normal que o consumo de energia elétrica aumente. Isso ocorre porque, além de utilizarmos mais os ventiladores, é comum que se aumente a potência da geladeira e que os aparelhos de ar-condicionado sejam usados por mais tempo. 

Mas, afinal, quanto de energia consome um ar-condicionado? A resposta para essa pergunta depende da potência do aparelho, do tamanho do ambiente a ser refrigerado e, principalmente, do tempo de funcionamento.

No geral, o consumo de um ar-condicionado deve ser calculado pela seguinte equação: 

Potência elétrica = Tensão nominal x Corrente nominal 

Essa equação deve ser multiplicada pela quantidade de horas de funcionamento. É importante entender que, ao ligar o aparelho de ar-condicionado todos os dias, mesmo que apenas nas horas de sono (em média, oito horas diárias), o consumo médio da casa pode mais do que dobrar.

Para tornar mais fácil a observação, vamos dar um exemplo. Imagine que um aparelho de 9.000 BTUS/h tenha a tensão nominal de 220 V e uma corrente nominal de 4,63 A.

Colocando essas informações na equação acima, temos resultado:

Potência elétrica = 220 x 4,63

Potência elétrica = 1.018,60 W

Considerando que o aparelho em questão tenha 815 W de capacidade de refrigeração, podemos dizer que sua eficiência gira em torno de 80%. 

Para calcularmos quanto um aparelho como esse gastaria sendo ligado durante oito horas diárias, por vinte dias, devemos determinar suas horas de funcionamento (8 x 20 = 160 horas) e, então, multiplicar a potência elétrica por esse número.

Consumo de energia = potência x tempo
Consumo de energia = 1.018,60 x 160

Consumo de energia = 162,97 kWh mensais

Uma pesquisa publicada pelo Laboratório de Eficiência Energética em Edificações aponta que o consumo médio residencial no Brasil é de 152,2 kWh/mês, um valor bastante aproximado do consumido pelos aparelhos de ar-condicionado.

Qual o custo de um sistema de energia solar para ar-condicionado?

Para que o uso de aparelhos de ar-condicionado com energia solar seja efetivo, é indispensável que o sistema fotovoltaico seja ligado à rede de distribuição, ou conte com baterias potentes, visto que a maior parte do consumo se dá durante a noite, quando a produção de energia solar é cessada.

A quantidade de placas vai variar de acordo com a localização geográfica – que diz respeito às horas de exposição à radiação – e com o consumo médio da casa. Por isso, contar com uma empresa especializada faz toda diferença na hora da instalação.

Para entendermos em termos práticos quanto custaria um sistema como esse, ainda usaremos o exemplo do tópico anterior, mas considerando o uso de dois aparelhos em uma residência, totalizando o consumo de 325,94 kWh mensais.

Como calcular o consumo do seu ar condicionado – Clique Aqui

Vamos considerar também que o sistema será instalado em uma localidade com 4,35 horas diárias de radiação solar para produção de energia. Dessa maneira, o consumo diário desses equipamentos seria de:

Consumo diário = 325,94 kWh / 30

Consumo diário = 10,864 kWh por dia

Para o dimensionamento, vamos considerar o sistema fotovoltaico mais popular para residências, o ligado à rede. Ainda considerando o tempo de radiação útil de 4,35 horas e uma eficiência média de 80% com um consumo diário de 10,864 kWh, teremos uma equação como essa:

Potência do sistema de geração solar = 10,864 / 4,35 x 0,80 

Potência do sistema de geração solar = 3,121 kW

Considerando o consumo de outros aparelhos para além do ar-condicionado, é razoável argumentar que a potência de sistema ideal para uma residência dentro dessas condições é de 5 kW. 

O preço da instalação pode variar de região para região, mas o valor aproxima-se dos R$ 30.000,00 (trinta mil reais), considerando, nessa conta, todas as taxas de acesso à rede distribuidora e instalação completa de toda a aparelhagem do sistema fotovoltaico.

O preço médio de uma bateria estacionária é de R$ 1.289,00, enquanto o preço médio de um painel solar de 135 W e 32 células fica por volta de R$ 600,00.

Quantas placas solares são necessárias para um ar condicionado?

Seriam necessárias ao menos 7 placas solares para suprir o consumo de um ar-condicionado.

Fonte: https://www.portalsolar.com.br/

Leave a Comment