Aterramento elétrico

Um jeito bastante funcional de proteger a instalação e seus equipamentos é o aterramento elétrico. Aterrando um aparelho

ATERRAMENTO

Um jeito bastante funcional de proteger a instalação e seus equipamentos é o aterramento elétrico. Aterrando um aparelho ele está também em contato com o fio terra, assim qualquer fuga ou descarga atmosférica vai em direção ao aterramento.

Veja Também – O que é o Efeito Joule ?

O circuito elétrico de qualquer instalação tem como objetivo transportar eletricidade. No entanto, em casos de um isolamento mal feito, fios e cabos descascados e sobrecarga elétrica, por exemplo, essa eletricidade pode se acumular, sobrecarregando a instalação e os equipamentos. E para evitar que os equipamentos estraguem e as pessoas levem choque, o fio terra elimina esse excesso de energia, através do aterramento.

Funções do Aterramento.

  • Proteger as pessoas contra os choques, uma vez que ele absorve a corrente elétrica acumulada dos aparelhos e direciona para a terra;
  • Proteger os equipamentos contra possíveis picos de energia e sobrecargas;
  • Proteger as pessoas e aparelhos também de descargas atmosféricas (raios);
  • Ajudar no bom funcionamento de outros dispositivos de segurança, como fusíveis e disjuntores, uma vez que a corrente é desviada para a terra.

O uso do fio terra é obrigatório, segundo a Lei Número 11.337 de 26 de julho de 2006. No entanto, não é toda instalação elétrica que possui um aterramento elétrico, principalmente em residências – seu uso é mais comum em prédios e indústrias. É como o uso do cinto de segurança: é obrigatório, mas não é sempre e nem todo mundo que usa, e isso torna um acidente de carro ainda mais grave. Por isso, queremos mostrar nesse artigo a importância de um aterramento elétrico adequado, seja qual for o tipo da construção.

Veja Também – Quais são os tipos de motores elétricos ?


O tal do terceiro pino

Você com certeza já notou também que alguns aparelhos possuem três pinos para serem conectados na tomada. Esse terceiro pino, que em algumas situações é inconveniente e removido pelos mais impacientes, que não está em alguns equipamentos, cumpre o papel de fio terra é chamado de terra. Por isso que a tomada brasileira padrão é a com encaixe para três pinos. Em casos de aparelhos que o fio terra não está conectado direto no cabo de ligação com a tomada, ele deve ser ligado ao fio terra da rede. Alguns aparelhos não possuem o fio terra, pois eles foram projetos para que em caso de corrente fugitiva não cause risco às pessoas. Normalmente possuem dois pinos.

Aterramento elétrico: como é feito

O aterramento é feito quando o fio terra ou uma barra de cobre conectada ao fio são enterrados. O recomendado é que seja feito um único ponto de aterramento. Isso evita possíveis diferenças de tensão e garante uma proteção adequada. Dessa forma, todos os fios terra da sua instalação elétrica vão ser ligados ao mesmo ponto.

Bom, e em que momento o aterramento elétrico é projetado? O mais provável e indicado é que isso aconteça durante o projeto e a construção. É um assunto que exige planejamento e técnica, então é melhor ser projetado quando a instalação elétrica estiver sendo feita também. Caso você note que em sua casa, no ambiente de trabalho ou em prédios e indústrias não exista um sistema de aterramento, procure um profissional eletricista para realizar a instalação!

O projeto deve ser feito seguindo normas vigentes da ABNT. Algumas etapas do processo de aterramento envolvem: definir o local em que será feito, realizar a estratificação do solo, escolher o tipo de sistema de aterramento e fazer o seu dimensionamento. Outra etapa importante é definir o valor da resistência, ou seja, é ela quem mede a capacidade do aterramento de fazer a descarga da energia para a terra. Essas etapas, principalmente a parte dos cálculos de dimensionamento, são um assunto para ser resolvido com o responsável por essa parte da obra.

fonte: http://blogdecorwatts.com/

Pin It

Leave a Comment