Cobre x alumínio: quem vence a batalha das serpentinas?

As serpentinas desempenham um papel muito importante no funcionamento dos sistemas de refrigeração e ar condicionado. Naturalmente, todos

Trocador de calor com tubos de cobre | Foto: Nando Costa/Pauta Fotográfica
Em quesitos como troca de calor e durabilidade, componentes de cobre superam os de alumínio, metal mais barato e flexível que o cobre | Foto: Nando Costa/Pauta Fotográfica

As serpentinas desempenham um papel muito importante no funcionamento dos sistemas de refrigeração e ar condicionado. Naturalmente, todos esperamos que elas troquem calor com a máxima eficiência possível. cobre x aluminio.

Tradicionalmente, o cobre é a escolha mais popular para a fabricação de evaporadores e condensadores. No entanto, esse metal pode ser caro. Desse modo, quando se leva em conta o preço, os tubos de alumínio são a melhor alternativa.

Vamos fazer uma comparação um pouco mais detalhada entre esses dois metais não ferrosos e ver quem ganha a batalha das serpentinas.

Veja Também – Instalação de ar condicionado, manutenção e higienização .

Transferência de calor -cobre x aluminio.

A principal função das serpentinas é trocar calor. O cobre tem um coeficiente de transferência de calor mais alto quando comparado ao alumínio. Portanto, as serpentinas de cobre são melhores quando se trata de transferência de calor.

Custo

O cobre é, definitivamente, mais caro que o alumínio. Portanto, é mais caro fabricar um ar-condicionado com serpentinas de cobre. O uso do alumínio trouxe um equilíbrio para essa situação, porque reduz consideravelmente o preço de fabricação dos condicionadores de ar. Por isso, as serpentinas de alumínio são melhores quando se trata de considerar o fator custo.

Flexibilidade – cobre x aluminio.

O alumínio é mais maleável que o cobre. Você pode dar a ele forma que desejar. As estatísticas mostram que você precisa de três vezes mais cobre para se igualar ao tamanho e formato das serpentinas de alumínio. Isso pode tornar o uso do cobre ainda mais caro. Alguns fabricantes encontraram uma saída para esse problema, reduzindo a espessura das serpentinas de cobre. Em termos de flexibilidade, o alumínio, enfim, supera o cobre.

Durabilidade

O cobre é, definitivamente, mais durável e resistente que o alumínio. Quando danificadas, as serpentinas de alumínio precisam ser substituídas. Não é o caso das serpentinas de cobre. Você pode consertá-las e reutilizá-las. Portanto, o cobre vence no quesito durabilidade.

Manutenção

A durabilidade tem um impacto direto na manutenção dos trocadores de calor. Como o cobre é mais durável, os custos de manutenção diminuem drasticamente. Logo, o cobre é preferível ao alumínio na categoria de manutenção. cobre x aluminio

Corrosão

No quesito corrosão, tanto o cobre quanto o alumínio requerem atenção. Afinal de contas, condições ambientais adversas podem causar corrosões em ambos os metais. E isso pode ter um grande impacto no processo de transferência de calor.

Corrosões também podem contribuir para o surgimento de pontos de vazamento de fluido refrigerante.

Esse cenário pode ter um efeito realmente negativo no funcionamento dos equipamentos de refrigeração e ar condicionado, pois o compressor precisa trabalhar mais para manter os mesmos níveis de eficiência, reduzindo, assim, a vida útil das máquinas.

Vantagens e desvantagens distintas. cobre x aluminio.

Em alguns quesitos, como transferência de calor, durabilidade e manutenção, as serpentinas de cobre superam as de alumínio. Ao mesmo tempo, o alumínio é comparativamente mais barato e definitivamente mais flexível que o cobre.

Portanto, temos aqui uma resposta dupla à pergunta título deste post. Ambas as serpentinas têm suas vantagens e desvantagens particulares. Tudo se resume a como o cliente usa o equipamento e faz sua manutenção regular. cobre x aluminio

cobre x aluminio
Condensadores de microcanais de alumínio são mais leves e resistentes à corrosão em relação aos tubos aletados de cobre | Foto: Divulgação/Danfoss

Como evitar o risco de corrosão?

Uma maneira de manter os condensadores e evaporadores livres dos efeitos adversos da umidade é pintando-os com materiais anticorrosivos. Certos fabricantes aplicam um revestimento anticorrosivo azul ou dourado (Blue Fin ou Gold Fin) neles. Essa técnica é tida como muito útil para proteger as unidades expostas a maresias.

Condensadores de microcanais em alumínio também apresentam maior resistência à corrosão galvânica e podem ser utilizados em equipamentos de ar condicionado residencial e comercial, sistemas de transporte refrigerado, condensadores remotos, chillers e unidades plug-ins.

Eles são, particularmente, uma ótima opção para instalações em zonas costeiras. Há anos, diversos fabricantes vêm trabalhando com os trocadores de calor desse tipo. Esses condensadores proporcionam capacidades similares às dos tubos de cobre aletados, mas com peso reduzido e menor volume interno, o que também diminui a carga de fluido refrigerante.

Além disso, os microcanais são fáceis de limpar e têm uma menor resistência ao ar forçado. Por isso, esses condensadores podem utilizar ventiladores de menor potência em relação aos trocadores de calor tradicionais de mesma capacidade. cobre x aluminio.

Facebook Lgn

Fonte: Blogdofrio

Leave a Comment