R32 Fluido refrigerante | Como efetuar a carga?

  O fluido refrigerante R32 vem se popularizando no mercado, cada vez mais fabricantes tem lançado equipamentos Split

 

O fluido refrigerante R32 vem se popularizando no mercado, cada vez mais fabricantes tem lançado equipamentos Split com este fluido refrigerante, sua principal diferença comparada aos fluidos refrigerantes atuais, como R-22 e R-410A, é o baixo potencial de aquecimento global (G.W.P.) e nenhum potencial de destruição da camada de ozônio (O.D.P.) o que reflete em baixo impacto ambiental. Apesar do R32 ser “levemente inflamável”, os procedimentos de instalação são semelhantes ao do R410a, porém seu manuseio deve ser sempre realizado seguindo as especificações do fabricante e com utilização de EPI’s (equipamentos de proteção individual).

O fluido refrigerante R32

Como efetuar a carga de fluido refrigerante

Veja Também – Entenda quais são os benefícios em utilizar o Gás R32

As ferramentas do instalador como, detectores de vazamento, recolhedora de gás e principalmente Manifold, precisam ser adequadas para uso com o R32, segundo o manual de instalação da Daikin, o equipamento vem com fluido para até 10 metros de comprimento de tubulação, acima disto deverá ser adicionado 20 gramas por metro de tubulação, as pressões de trabalho são muito semelhantes às do R410A e durante a carga, ao contrário do R410A, pode ser realizada a carga tanto no estado gasoso quanto no líquido. As pressões de trabalho são em torno de (174-377PSI). O fluido R32 tem uma capacidade volumétrica melhor do que o R410, o que pode resultar em tamanho menor da tubulação de cobre, ou seja diâmetros menores, aumentando a eficiência. Existe a possibilidade de retrofit, um equipamento que utilizava R410A passar a utilizar R32 mantendo a mesma tubulação, porém se for R22, a tubulação deverá ser trocada.

Fonte: https://escoladohvac.com.br/

Pin It

Leave a Comment